BUSCA

Categorias

Sustentabilidade Feb. 4, 2020

O que é economia circular e quais os seus benefícios

Leve, resistente e adaptável, o plástico está presente em nosso dia a dia em diversos lugares e momentos, seja nos utensílios da casa, no trabalho, na rua e também nas várias embalagens que utilizamos e que tornam a nossa vida mais conveniente. Porém, o reaproveitamento de todo esse material produzido é um grande desafio, que se torna ainda mais complexo devido à cultura de descarte incorreto ainda presente na sociedade. Um estudo produzido pelo Fórum Econômico Mundial, pela Fundação Ellen MacArthur e pela consultoria McKinsey & Company, por exemplo, apontou que apenas 14% das embalagens plásticas são recolhidas para reúso e reciclagem no mundo.

Na prática, todo resíduo deveria virar insumo para produção de novos produtos e, assim, gerar novos recursos. Nesse contexto, surge a economia circular, um conceito que prevê a continuidade do uso dos materiais após o final do seu ciclo de vida, o que diminui impactos ambientais e gera novos recursos econômicos. Diferente da economia linear, na qual um produto perde a utilidade ao extinguir sua vida útil, a base do conceito de economia circular é justamente o contrário: é o aumento da vida útil de produtos ou insumos anteriormente descartados, através de estratégias como a reutilização, reciclagem e descarte adequado.

O arquiteto Walter R. Stahel definiu em um artigo para a revista científica Nature que “a economia circular deve transformar mercadorias que estão no final de sua vida útil em recursos para novos produtos, fechando os círculos em ecossistemas industriais e minimizando o desperdício. Isso mudaria a lógica econômica porque substitui a produção pela suficiência: reutilize o que você puder, recicle o que não pode ser reutilizado, conserte o que está quebrado e “refabrique” o que não pode ser consertado”.

Essa nova forma de pensar a produção e o consumo consciente se tornou uma aliada econômica e também uma necessidade para um futuro sustentável. De acordo com o estudo mencionado anteriormente, empresas que agregam os princípios da economia circular, como visão de longo prazo, foco na inovação e na geração de valor, apresentam receita 47% superior e lucro 81% maior.

Em relação aos impactos ambientais, a economia circular avalia o ciclo dos produtos a fim de tirar o máximo de proveito da produção. Quando o assunto são materiais que podem ser reprocessados diversas vezes, como o plástico, ela se torna uma prática fundamental para reduzir a exploração de recursos naturais e, consequentemente, contribuir com a preservação do meio ambiente. Um estudo em sete países europeus descobriu, por exemplo, que a mudança para uma economia circular reduziria as emissões de gases de efeito estufa de cada país em até 70%.

CONSUMIDOR É PARTE DO PROCESSO

Para que a economia circular realmente funcione, é importante que todos os envolvidos na cadeia produtiva façam parte do processo. Para isso, cada um deve repensar seu papel no ciclo de produção, de acordo com o novo modelo. É necessário que os órgãos públicos e as empresas assumam a liderança desse movimento de conscientização da população para reduzir, reutilizar e redirecionar os produtos para a reciclagem. O plástico, por exemplo, quando utilizado de maneira sustentável, é fundamental para o desenvolvimento social, econômico e para a própria preservação ambiental. O seu reaproveitamento após o descarte dá um retorno considerável não apenas ao meio ambiente, mas também à sociedade, principalmente na geração de emprego e renda para as indústrias de reciclagem.

E A POLO FILMS?

A indústria do plástico vem passando por um período de transformação e a sustentabilidade é um tema que tem ganhado cada vez mais relevância no mercado. Para estar alinhada com o consumidor, cada vez mais atento e exigente em relação às questões ambientais, a Polo Films tem trabalhado para que o conceito de economia circular esteja cada vez mais presente em nossa produção. A companhia entende sua responsabilidade diante deste assunto tão importante e é por isso que há 40 anos, além de aprimorar constantemente seus processos a fim de minimizar os impactos ao meio ambiente, incentiva práticas sustentáveis como o descarte correto das embalagens entre seus colaboradores e parceiros.