BUSCA

Categorias

Mercado Sept. 2, 2020

Indústria de Embalagens Flexíveis tem Desempenho Estável Durante a Pandemia

Inovação tecnológica, preocupações com a sustentabilidade, mudança no comportamento dos consumidores são algumas das razões que podemos mencionar para o crescimento do setor de embalagens flexíveis nos últimos anos. Indispensáveis no nosso dia a dia, as embalagens plásticas flexíveis se tornaram uma aliada ainda mais importante atualmente por conta da COVID-19. Não é à toa que o segmento viu os indicadores de desempenho subirem no início de 2020, indo na contramão de outros setores.

Um estudo da W4Chem divulgado pela Associação Brasileira da Indústria de Embalagens Plásticas (ABIEF) aponta um crescimento de 1,6% na produção de embalagens plásticas flexíveis no Brasil nos três primeiros meses deste ano, em comparação ao último trimestre de 2019. No total, foram produzidas 487 mil toneladas de janeiro a março.

Já no segundo trimestre, o setor se comportou de forma relativamente estável, com uma leve queda em relação ao anterior: a produção de embalagens chegou a 480 mil toneladas. As embalagens de PP (polipropileno) tiveram uma participação de 16% neste total. Segundo a pesquisa, o desempenho foi puxado pela performance das indústrias de alimentos, de higiene e de limpeza, especialmente agora, por conta da pandemia.

A indústria brasileira de alimentos e bebidas, por exemplo, cresceu 0,8% em faturamento e 2,7% em produção física no primeiro semestre de 2020 em relação ao mesmo período do ano passado. De acordo com a pesquisa da Associação Brasileira da Indústria de Alimentos (ABIA), o desempenho foi puxado pela expansão das exportações e pelas vendas no varejo alimentar por conta do aumento do consumo das famílias dentro dos domicílios.

Paralelamente, o mercado de filmes BOPP, muito utilizado em embalagens de produtos alimentícios, do setor de bebidas e de higiene e limpeza, tem acompanhado o ritmo de crescimento da indústria de embalagens flexíveis. Com a demanda por filmes biorientados em alta, o mercado global de filmes BOPP deve crescer de US$ 24,26 bilhões em 2020 para US$ 31,42 bilhões em 2025, conforme levantamento da Research and Markets.

Um novo olhar sobre o plástico

Mas o que explica o aumento de todos esses índices? Segundo a Mordor Intelligence, no relatório Global Flexible Packaging Market (2020 - 2025), o crescimento está relacionado às várias vantagens oferecidas pelas embalagens flexíveis como versatilidade, eficiência na conservação dos produtos, segurança alimentar, baixo custo de produção e menor impacto ambiental. E esses benefícios estão impulsionando os fornecedores da indústria a adotar cada vez mais os filmes BOPP.

Outra razão se encontra no fato de que o plástico tem comprovado sua importância durante a pandemia. Suas propriedades garantem que os alimentos, medicamentos, entre outros itens cheguem nas casas de milhões de famílias de forma segura, protegendo os produtos embalados de contaminações físicas e químicas e conservando-os, mantendo sua integridade até o momento do consumo.

A demanda por embalagens prontas para prateleiras para a indústria de alimentos também cresceu, impulsionada pela necessidade dos varejistas de atender às necessidades do consumidor e reabastecer as prateleiras rapidamente. Neste setor, além da conveniência, características como sustentabilidade, segurança alimentar e redução no desperdício de alimentos também estão influenciando a alta do segmento de embalagens. Segundo a Flexible Packaging Association, apenas o setor alimentício contribui com 60% do mercado de embalagens flexíveis. 

Ou seja, além das mudanças de perfil dos consumidores, que têm novos interesses, desejos e necessidades, tem ocorrido uma mudança de percepção da sociedade em relação a importância dos plásticos. Hoje, este material passou a ter um valor essencial no cotidiano das pessoas, especialmente quando o assunto é proteger alimentos e garantir acesso a medicamentos e itens de higiene e limpeza, pessoal e doméstica.

“A indústria deve estar antenada nas tendências de curto, médio e longo prazos, adaptando seus produtos e serviços conforme a leitura de cada tipo de consumidor. Não é fácil, pois as suas necessidades se alteram num ciclo cada vez mais curto e mais frequente. E você só faz isso com uma equipe muito bem preparada, focada no cliente e engajada com o propósito da empresa. No caso da Polo Films, nosso propósito é inovar e inspirar pessoas que transformam o futuro: o futuro se transforma e nós mudamos, rápido!”, afirma Luciano Ost, Diretor Comercial.