BUSCA

Categorias

Mercado Oct. 1, 2020

5 benefícios das embalagens flexíveis

Por definição, embalagens plásticas flexíveis são aquelas cujo formato depende da forma física do produto embalado e que possuem espessura inferior a 250 micras. Produzidas nos mais variados modelos e formatos para atender a todas as necessidades, estas embalagens estão cada vez mais ocupando os espaços nas prateleiras do varejo, embalando uma diversidade crescente de produtos. E isto se deve, principalmente, pelas inúmeras vantagens que proporcionam.

Como já mencionamos aqui no blog, a embalagem é bem mais do que um simples invólucro. Ela é o primeiro ponto de interação entre o produto e o consumidor. Nas gôndolas do varejo, ela exerce grande influência sobre a decisão de compra do cliente e mais: a embalagem gera uma grande expectativa e sentimentos, e é tida como uma verdadeira extensão do produto.

Ou seja, há vários motivos para esse tipo de embalagem ser tão usado, não se tratando apenas de uma tendência passageira. Os consumidores têm buscado por embalagens inovadoras que proporcionem segurança, mas também boas experiências. Logo, a indústria deve incorporar novas funções nas embalagens, como “conversar” com o consumidor, estabelecer empatia, esclarecer mais sobre o produto adquirido e estreitar o relacionamento com o cliente. E isso tem um impacto direto na indústria que, para alcançar cada vez mais economia, qualidade e satisfação, está mudando das tradicionais embalagens rígidas para as embalagens flexíveis, principalmente na indústria alimentícia.

Confira a seguir 05 benefícios das embalagens flexíveis e porque é importante inovar nesse mercado.

1. Embalagens flexíveis garantem mais proteção aos produtos

As embalagens flexíveis possuem propriedades que formam uma eficiente barreira contra umidade e o oxigênio, mantendo o frescor, a integridade e a qualidade dos produtos embalados. São embalagens que geram maior proteção e, por isso, são amplamente usadas na indústria alimentícia. As embalagens de BOPP (polipropileno biorientado) metalizado, por exemplo, têm um alto poder de conservação, protegendo o produto embalado de fatores e agentes externos. Essas características garantem a segurança e qualidade do produto embalado, influenciando positivamente na experiência do consumidor final com a marca.

2. Menor custo de produção e logística

Além de serem mais econômicas, as embalagens flexíveis são leves e ocupam menos espaço no transporte e estocagem, gerando uma economia considerável na cadeia produtiva. Além disso, se considerarmos cada unidade de produto, as embalagens flexíveis ocupam menos espaço nas prateleiras e nos corredores em relação às embalagens rígidas, o que gera uma vantagem para empresas com pouco espaço no estoque e que necessitam de maior giro de mercadorias para aumentar a produção e a receita.

3. Maior visibilidade e exposição da marca

Como mencionamos no início, as embalagens flexíveis proporcionam forte apelo visual, favorecendo a apresentação do produto final e chamando a atenção dos consumidores nos pontos de venda. A impressão neste tipo de embalagem, dependendo do tipo de impressora utilizada, deixa as imagens bem mais vivas e brilhantes quando comparadas a outros modelos de embalagens impressas. As embalagens flexíveis metalizadas, por exemplo, além de proteger os produtos, chamam a atenção visual dos consumidores quando o produto está na gôndola do supermercado. Logo, elas são vantajosas tanto para o consumidor quanto para o fabricante do produto embalado.

4. Utilizam menos matéria-prima

Outro benefício das embalagens flexíveis é que elas utilizam menos matéria-prima e colaboram com a otimização de todo o processo produtivo, resultando em economia de recursos naturais e na diminuição de resíduos e desperdício. Por serem leves, são mais fáceis de serem carregadas e estocadas, o que reflete em um gasto significativamente menor de combustível para realizar o transporte, diminuindo ainda a poluição ambiental. Vale lembrar que a sustentabilidade tem se mostrado uma tendência importante nos últimos anos, afinal, à medida que os consumidores se tornam cada vez mais atentos a este tema, cresce a preocupação com a forma como a embalagem está afetando o meio ambiente. Neste contexto, inovação e tecnologia são grandes aliados para que a indústria de embalagens faça o uso de menos recursos naturais.

5. Praticidade para o consumidor

A experiência positiva do consumidor é outra vantagem das embalagens flexíveis. Elas são fáceis de abrir, podem ter sistema de fechamento (zíper ou velcro), alças, bicos com tampas para líquidos, impressão com receitas e instruções de uso, dentre outras praticidades. Por exemplo, uma embalagem de chocolate que o consumidor pode guardar o produto para comer mais tarde sem o risco dele perder suas propriedades, gera uma experiência positiva de uso e até mesmo boas memórias para o cliente.

Inovação: o caminho para o crescimento

Segundo um estudo de 2018 divulgado pelo Plano de Incentivo à Cadeia do Plástico (PICPlast), por meio de uma iniciativa da Abiplast e da Braskem, 49,3% dos profissionais do setor do plástico acreditam que a inovação em seus produtos é o caminho para alavancar os resultados e crescer.

Estudos apontam que os consumidores têm buscado por embalagens inovadoras que proporcionem boas experiências e, claro, segurança e higiene. A utilização de material antimicrobiano, impressão digital, conectividade, embalagens que respeitem as questões ambientais e com informações concisas e claras sobre os produtos, estão entre as principais tendências que podem contribuir para o crescimento do setor. Logo, a cadeia produtiva deve estar atenta para essas tendências, que podem estreitar o relacionamento com o cliente e impulsionar um crescimento significativo para o segmento.

Portanto, as embalagens flexíveis são excelentes opções para quem deseja inovar na embalagem de um produto e oferecer algo mais moderno e diferenciado. Afinal, elas já mostraram que não podem mais ser vistas apenas com o intuito de “carregar” o produto, mas de contribuir com o crescimento do negócio e de todo o setor produtivo. E a melhor maneira que ela tem de fazer isso é por meio da inovação.

Quer saber mais sobre o mercado de embalagens flexíveis? Não deixe de nos acompanhar também pelas redes sociais!